sábado, 10 de maio de 2008

Nessa vida tudo passa, e você também passou.

Batata de Aline: "Eu quero a história de um golpe num país inventado. Poder e cobiça. Tem que ter um tiro na história". E a história é...


...Nessa vida tudo passa, e você também passou.

Pegou a bicicleta e foi atrás dela. Precisava loucamente encontrá-la, não só pelo desejo de vê-la, mas principalmente pela notícia que carregava consigo. Corria pelas ruas, com a ventania quase o derrubando. Ela já havia saído da escola, e o esperava encostada no muro dos fundos, como fazia todos os dias. Chegou ofegante, lhe deu um beijo rápido e se pôs a falar:

– Consegui. Consegui!
– Vai ser quando? – ela foi direto ao ponto.
– Hoje à noite.

Ela era filha do presidente do país X. Prometida a outro rapaz. Ele era só mais um estudante cheio de ideais contra o governo. Um amor proibido, eu diria. Mas não era bem um amor. Talvez, naquele lugar, isso não existisse.

A idéia era muito simples, mas a prática nem tanto. Foi tudo cuidadosamente planejado, e naquele fim de noite ela sabia que o pai e o noivo estariam juntos na sala de reunião. Seriam dois tiros, e tudo estaria resolvido.
Só dois tiros.

– Falta só um pouco – ele disse, no corredor.
– Um pouco... – ela parecia não prestar atenção no que ele estava dizendo.

Andaram mais um pouco, e ficaram próximos à porta.

– Vou entrar, me dá um beijo? – e ela o deu.

Ele abriu a porta, as mãos tremendo apontando a arma para as duas poltronas ocupadas.

– Você nunca mais fará o meu povo sofrer – disse, apontando para o presidente. – E você, nunca mais sentirá nem o perfume dos cabelos dela.

Engatilhou.

– NÃO!

Um grito. Um tiro. Um único tiro.
Alguns segundos.

– Porque...? Estava... tudo... dando certo...

– Nessa vida tudo passa, e você também passou.


Darshany.

E lanço a seguinte batata: quero a história de uma garota conhecida, mas com um nome diferente.

18 comentários:

Aline Dias disse...

foi ela que matou ele?

ai caramba.

Vinicius Langa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
darsh. disse...

HEHEHEHE

puxa, eu tinha achado uma bostaaaaa

ai obrigada!


(descubra aline. descubra)

Shelha disse...

putz! esse texto me fez lembrar de uma coisa que machado de assis dizia: "detesto escritor que me diz tudo".

vou ficar pensando... foi ela? o.O

darsh cruel!

T disse...

genteeeee
esse texto me deu um negócio
haihaiuh
eita!
mto bom esse blog!
parabéns
:)

Dam Mikháilovicht disse...

Nesse momento, só há perguntas.
Nenhuma resposta.

Flora disse...

Muito bom...
Concordo com o lanhas!
MAs Darsh, história de uma garota conhecida, mas tem que ser personagem?

darsh. disse...

sim, use um nome diferente pra gente tentar adivinhar

andre disse...

já dizia o grande nelson ned,
mas tudo passa/tudo paaaassará...
e nada fica/nada fiiicarááá...

agora sério, genial o que você fez com um tiro.
=DD

Noé disse...

o que nunca passará?
Noé
http://consiliencia.blogspot.com/

Noé disse...

você tem talento para escrever!!!

Noé
http://consiliencia.blogspot.com/

Flora disse...

Putz, uahuahauhauhauauahuah
vai ser oda falar a história de alguma garota conhecida, posso até ser processada...
auhauhauahuahauhuauh

darsh. disse...

se vc colocar OUTRO nome, não
:)

Monique Ludmila. disse...

Ótimo blog, meninas.

E Shany, ótimo texto

Sou nova aqui nessa onda de blog, quero ser amiguinha de vocês.
(tal qual um neném pidão)

Beijo!

mundo a fora disse...

eu adorooooooooooooooooooo batatas

hauahuahu


toh começando a gostar desses texto, muito interessante

voltarei e se poder vem aqui no MUNDO A FORA.

bjoka e sucesso

mundo a fora disse...

passando pra fazer uma visitinhaaaaa

bjoka

Lari Bernardi disse...

Num vejo a hora de ler a próxima história!!!!

*-*

Patrycia disse...

Adorei a dinâmica do teu blog! E adorei o título desse post... é do que preciso no momento: que alguém passe!

Patrycia
acendedordelampadas.blogpost.com